Fique por dentro das nossas novidades 

Blog Gomining

Plataformas Adaptativas para melhoria do Ensino

Compartilhar em:

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

< Voltar para o Blog

Com tantas mudanças na área da Educação desde 2019, uma das mais comentadas tendências para a educação em 2022 é a concretização das plataformas adaptativas que são organizadas com uma tecnologia de inteligência computacional que, além de dar sugestões para o aluno sobre a forma como ele consegue aprender melhor (vídeo, jogos, atividades interativas, textos, etc.), pode possibilitar o avanço ou não para o aprendizado de outros conteúdos, levando em conta o seu progresso nas ações realizadas na plataforma.

As plataformas adaptativas, de maneira geral, auxiliam professores, gestores e redes de ensino a encontrarem formas de dar mais autonomia para os estudantes, a partir da personalização do processo de aprendizagem e, até de conteúdos ou desenvolvimento de habilidades e competências.

Conheça algumas plataformas adaptativas:

Dreamshaper:

Pode ser considerada uma plataforma adaptativa no contexto em que apoia o professor a colocar em prática metodologias de ensino baseados em projeto, além de auxiliá-los na promoção do desenvolvimento de habilidades socioemocionais e do mundo do trabalho nos alunos. A proposta é que os professores orientem na construção de projetos relacionados às suas disciplinas ou cursos via plataforma. Para os estudantes, o Dreamshaper deve servir como guia, por meio de uma metodologia de passo a passo, para a criação de tarefas e projetos, dando aos alunos base para ganhar autonomia para pesquisar e debater cada etapa dos projetos, das pesquisas ou das resoluções de negócios.

Smart Sparrow:

Esta plataforma é destinada para o médio e superior, sendo a primeira a permitir que qualquer pessoa crie seu curso interativo e adaptativo.

DreamBox Learning:

É uma plataforma adaptativa de matemática para ensino básico e fundamental 1, que utiliza a lógica da gamificação para personalizar o ensino a partir de todas as decisões, resoluções, cliques e dúvidas de cada aluno.

Grockit:

É uma empresa de aprendizado colaborativo que começou como uma plataforma teste com intuito de preparar estudantes para provas. O programa é personalizado não só de acordo com as respostas certas e erradas dos alunos, mas também avaliando a maneira como eles respondem às questões. A plataforma inclui grupos de estudo, vídeos, instrutores ao vivo e games.

ScootPad:

É uma plataforma adaptativa para estudantes do ensino fundamental desenvolverem habilidades de leitura e matemática. Com planos gratuitos, o site oferece informações em tempo real para os professores, baseados em aprendizado por meio de jogos, tem parcerias com o Google in Education, o Edmodo e a Schoology Platform.

Texto por: Sabrina Casali de Almeida de Souza

Na área da educação, a inteligência artificial passará não apenas pelas inovações em sala de aula, mas também na gestão educacional. Muitos sistemas baseados em IA poderão auxiliar na otimização de processos administrativos, proporcionando uma gestão mais eficiente, objetiva e transparente.

Cadastre-se para receber

nossas novidades