Fique por dentro das nossas novidades 

Blog Gomining

Itinerário formativo, aprendizado por competências e o novo Ensino Médio

Compartilhar em:

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

< Voltar para o Blog

Desde que a implementação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) estabeleceu uma mudança na estrutura do Ensino Médio, muitas mudanças vêm acontecendo na formação de alunos desse nível e muitas escolas, famílias e estudantes continuam com dúvidas sobre esse novo formato de ensino. Partindo disto, a Gomining recebeu, no dia 21 de outubro, o parceiro Felipe Rodrigues, diretor das operações pedagógicas da DreamShaper no Brasil, para um bate-papo virtual sobre itinerário formativo, aprendizado por competências e o novo Ensino Médio.

A founder da Gomining, Simone de Oliveira, que é Dra. em Informática na Educação, Ma. em Educação, Especialista e gestora em EAD, professora e pesquisadora nas áreas de educação e tecnologia juntamente com Felipe, trouxe reflexões e conhecimentos muito oportunos para quem estava buscando saber mais sobre Ensino Médio.

O “novo” Ensino Médio foi pensado para atender expectativas dos estudantes, formando-os de uma maneira mais ativa e participativa na sua realidade.  A carga horária foi ampliada de 1.800/horas de formação básica para mais 1.200/horas de itinerários formativos curriculares. Estes itinerários formativos são experiências de aprendizagens que levam a uma formação à parte, na qual o estudante fará escolhas com base nas suas preferências e intenções de carreira.  Os itinerários estão divididos em 3 tipos:

  • Área do conhecimento
  • Formação técnica e profissional
  • Integrado

As ações pedagógicas dos itinerários formativos do novo ensino médio se desenvolvem a partir de 4 eixos estruturantes. Esses eixos conectam experiências educativas com a realidade contemporânea e auxiliam os alunos a desenvolverem habilidades relevantes para a formação. São eles:

  • Investigação científica: investigação da realidade a partir de vivências e experiências práticas da realidade.
  • Mediação e intervenção cultural: envolvimento na vida pública via projetos de mobilização e intervenção sociocultural.
  • Empreendedorismo: esse eixo tende ao estímulo dos alunos para que possam criar projetos pessoais a partir da identificação de desafios, o planejamento de testes e o aprimoramento desta ideia esboçada.
  • Processos criativos: elaboração de projetos com foco em criatividade

Você pode assistir a live completa, acessando nosso canal no YouTube: Gomining Edu

Na área da educação, a inteligência artificial passará não apenas pelas inovações em sala de aula, mas também na gestão educacional. Muitos sistemas baseados em IA poderão auxiliar na otimização de processos administrativos, proporcionando uma gestão mais eficiente, objetiva e transparente.

Cadastre-se para receber

nossas novidades