Fique por dentro das nossas novidades 

Blog Gomining

Ensino Remoto: Uma solução inteligente para tempos difíceis

Compartilhar em:

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

< Voltar para o Blog

O Brasil está vivendo um momento difícil em relação aos efeitos da pandemia do novo coronavírus. Entre as diversas consequências, estão os impactos à economia e a educação. Para evitar aglomerações, reduzir o risco de contágio e disseminação do vírus, muitas instituições de ensino estão aderindo às paralisações temporárias ou suspensão das atividades presenciais. Inclusive, em alguns lugares do país, esta medida está vindo por ordem governamental.

Assim, para evitar uma situação de pânico e outras calamidades numa condição de surto como a que vivemos, podemos ver uma solução viável e bem eficaz:  o Ensino Remoto e o uso das tecnologias digitais. Esta seria uma reação rápida em contrapartida às dificuldades de manter as aulas presenciais, podendo favorecer a gestão educacional, os professores e, principalmente, os estudantes, já que estes conseguem continuar os estudos e, ao mesmo tempo, mantêm as medidas básicas de prevenção.

O Ensino Remoto  é um contexto educacional prático, seguro e oportuno. Conhecendo o funcionamento do Ensino Remoto, percebe-se que o mercado oferece metodologias, tecnologias e ferramentas muito boas para um ambiente virtual de aprendizagem.

O ensino EAD já vinha crescendo nos últimos meses devido a flexibilidade que proporciona, já que é um processo de ensino e aprendizagem que ocorre com a utilização de meios e tecnologias de informação, atendendo  estudantes e profissionais que estejam em lugares e tempos diversos. Agora, ampliou-se para o Ensino Remoto, que corresponde a uma mudança temporária, como a do modelo presencial para  um modelo de entrega alternativo, devido ao problema da crise, utilizando-se de tecnologias digitais ou outras possibilidades.

Desta forma, como medida protetiva, é recomendável que se utilize ambientes virtuais de aprendizagem como forma de amenizar o problema da doença e cumprir prazos, pois de forma remota, alunos e professores podem estar desenvolvendo atividades e projetos, dando continuidade aos estudos, sendo acompanhados pela coordenação da instituição e ainda, preservando a saúde individual e coletiva da maioria da população.

A situação não é fácil para as instituições de ensino. Mas, pode-se chegar a uma conclusão acessível e pertinente neste caso: apostar no ensino remoto é mais do que uma luz no fim do túnel. É uma forma inteligente de refletir sobre o problema e dar uma nova forma de acesso ao ensino e a aprendizagem!

——————————————————————————————————————-

Profª Esp. Sabrina Casali de Almeida de Souza – Time Pedagógico da Gomining

Professora de Língua Portuguesa, licenciada em Letras, pós-graduada em Psicopedagogia e colaboradora da Gomining.

Na área da educação, a inteligência artificial passará não apenas pelas inovações em sala de aula, mas também na gestão educacional. Muitos sistemas baseados em IA poderão auxiliar na otimização de processos administrativos, proporcionando uma gestão mais eficiente, objetiva e transparente.
Com a popularização dessa tecnologia, é comum que os professores se deparem com termos desconhecidos e muitas vezes até estranhos. Neste sentido, listamos alguns dos termos mais usados para quando falamos de IA aplicada à educação.

Cadastre-se para receber

nossas novidades